Ao proibirem duas torcidas nos clássicos, autoridades paulistas admitem a derrota e rendem-se aos bárbaros

A decisão das autoridades paulistas de permitir clássicos apenas com a presença da torcida do clube mandante representa muito mais que simplesmente alijar do espetáculo uma das partes interessadas. É, a rigor, uma derrota civilizatória. Aceita-se que os bárbaros venceram, e por isso todos devem se submeter a uma adequação à nova ordem. Qual essa nova ordem? A confissão de que não conseguimos assistir pacificamente a um jogo de futebol em um lugar onde uns torcem para o time da casa, outros para o adversário. E isso é verdade somente para uma minoria.

Eu não tenho dúvidas de que, em um clássico capaz de levar 50.000 pessoas a um estádio, 49.700 serão capazes de ver o jogo destituídos do sentimento de aniquilar quem apoia o rival. Podem até entoar cânticos contra os adversários, mas a provocação fica nisso, um nível absolutamente aceitável. O problema são os outros 300, minoria inclusive dentro das próprias torcidas organizadas, que estão ali para brigar, bater, desafiar o Estado de Direito.

Mesmo com todos os instrumentos para detectar, identificar e punir esses sociopatas, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo optou pela solução mais abjeta, cosmética, paliativa e burra: punir o futebol e os torcedores de verdade.

O que é necessário fazer para solucionar ou ao menos minimizar o problema não requer atributos além dos quais os aparatos policial e judicial já possuem: identificar os criminosos, prender, julgar e sentenciar. Os confrontos acontecem em sua maioria longe dos estádios, nas estações de trem, de metrô, praças, ruas. Muitos são programados via redes sociais. As câmeras de segurança, quando não da imprensa, mostram os rostos dos brigões. Vários são cadastrados pelas torcidas organizadas e manjados pela própria polícia. Por que é tão difícil enquadrar essas ervas daninhas?

Como se não bastassem todos os golpes que sofre o futebol brasileiro, vêm as autoridades e o punem ainda mais, e sob alegação de que estariam resolvendo uma questão. É de uma miopia colossal.


 QUER SER AVISADO SOBRE NOSSOS PRÓXIMOS POSTS?

[contact-form-7 404 "Not Found"]