Reservado para crianças e esportistas (tenistas e jogadores de golfe, sobretudo) antes da Primeira Guerra Mundial, o suéter, feito de tricô com gola V, começou a se popularizar na década de 20, quando o sportswear invadiu a moda e trouxe consigo uma série de peças-chave do guarda-roupa contemporâneo.

Clássicos Reserva: tricô com gola V

Não demorou muito para ele fazer a cabeça de alguns dos homens mais elegantes do século 20, como o duque de Windsor, fã declarado de texturas e padronagens típicas do Reino Unido, sobrepostas a peças extremamente clássicas como gravata e camisa social – o jeito mais sofisticado de se usar tricô até hoje.

Foto - Duque de Windsor

Duke de Windsor

 

 

Nos 70, foi a vez de Clint Eastwood dar um empurrãozinho fashion à peça. Seu personagem em Perseguidor Implacável, o detetive Harry Callahan, usava e abusava do tricô com gola V de um jeito bem tradicional, em tons coordenados aos da gravata, quase fazendo as vezes de colete.

Foto - Clint Eastwood

Clint Eastwood

 

Mas, claro, o suéter não se restringe a looks formais, vide sua origem esportiva. Usado sobre camisetas ou sob parkas, ele fica urbano na companhia de calças de sarja ou denim. Para completar, considere acessórios bem street, como mochilas e gorros, seguindo os passos do ator Ryan Gosling, epítome do estilo cool.

Foto - Ryan Gosling

Ryan Gosling


Siga o estilo do tricô com gola V

CTA_conforto

[contact-form-7 404 "Not Found"]