No dia 23 de outubro acontece, na praia da Ipanema, a corrida 1P5P. Não se trata de uma prova para bater recordes esportivos; mas para dar um passo adiante na linha de partida da solidariedade (saiba mais em www.usereserva.com/1p5p).

Garantir o fôlego e o bom desempenho, porém, é importante. Afinal, os participantes vão correr 5km e entre eles há pessoas que, estimuladas pela questão social, resolveram calçar os tênis e cair na pista pela primeira vez.

Por isso, Revista-se perguntou para três embaixadores da Corrida 1P5P o que fazer para chegar bem em uma prova de 5km – e melhorar o desempenho nas próximas.



Denise Tamaki – do @corrologoexisto

“A primeira coisa é usar roupas adequadas ao clima, porque o calor afeta drasticamente a performance.

Se você for iniciante, a minha dica é fazer uma largada bem conservadora e ir desenvolvendo o ritmo ao longo do percurso. Um erro comum é a pessoa se empolgar achando que vai conseguir manter a velocidade e não conseguir sustentar o ritmo por toda a distância.

A hidratação também é muito importante. Não precisa beber muita água – às vezes é só molhar a boca e jogar uma água na nuca se tiver muito quente o dia. Cuidado para não molhar o tênis quando fizer isso, pois o calçado molhado pode causar desconforto. ”



Ana Luiza Real – do @caseicomatleta

“Não se distraia tanto com as coisas: pense na sua passada, na evolução dela; pense na sua respiração, no conjunto da passada com a respiração.

Os primeiros dez minutos são os mais difíceis: é aquele momento em que seu corpo vai falar, ‘poxa, eu estava na inércia e agora estou fazendo uma atividade; calma aí! ”, e o corpo tende a parar. É bom você persistir, porque vai passar a influência da inércia, seu corpo vai aquecer e você vai progredir na corrida.

Respire pelo abdômen e não pelo tórax. A respiração feita de forma adequada traz mais oxigênio para os músculos e mais disposição para a corrida.

Evite pisar com os calcanhares. A pisada é com o meio e a ponta do pé, o que ajuda a aumentar a velocidade do corredor. ”



Bernardo Coutinho Trindade – do @rioacademianatural

“Sempre deixe uma energia para o final, porque tem gente que sai muito forte no início. Até saio forte no primeiro quilômetro, para não embolar com os outros participantes e não perder muito tempo tentando desviar. No segundo e no terceiro eu vou dosando; no quarto aumento mais um pouco a velocidade e no quinto quilômetro tento correr o mais rápido possível.

Eu tenho uma equação: se quero fazer em 20 minutos numa corrida de 5k, tenho que correr, em média, 4 minutos por quilômetro. Então, corro em média o primeiro quilômetro a 3,55 m; o segundo, terceiro e quarto a 4, 05 a 4,45 m, e o último vou a 3,30 m. O último quilômetro é quando não pode faltar energia. ”



 QUER SER AVISADO SOBRE NOSSOS PRÓXIMOS POSTS?