Thiago Alvarez, do GuiaBolso: o sucesso da economia

Quando criaram o GuiaBolso, o maior aplicativo de gestão financeira do país, os sócios Thiago Alvarez e Benjamin Gleason tinham uma missão difícil: fazer com que as pessoas abrissem suas contas para uma plataforma que analisava seus gastos minuciosamente. O aplicativo, que se conecta com a conta bancária, categoriza automaticamente todo o dinheiro que entrou e o que foi gasto em diferentes categorias, ajudando na gestão do orçamento pessoal.

Eles tiveram que investir dinheiro do próprio bolso para montar a startup, que desde 2012 conquistou mais de 3 milhões de usuários e se tornou o aplicativo de finanças mais baixado no Brasil. “Fizemos uma avaliação do impacto do GuiaBolso na vida financeira dos usuários e descobrimos que eles passaram a economizar 2,5x mais e houve uma redução de 25% entre quem recorria ao cheque especial”, conta Thiago. “No fim das contas, conseguimos transformar a vida financeira das pessoas com algo simples”.

Além da organização das contas, o aplicativo ajuda o usuário a pagar juros menores em suas dívidas e, a partir do ano que vem, também vai orientar as melhores maneiras de investir seu dinheiro. A seguir, Thiago Alvarez conta o que descobriu ao construir uma empresa que mexe com o bolso de tanta gente.

Fotos: Thays Bittar | Reserva

Burn the bridges

“Quando eu e meu sócio saímos das empresas em que trabalhávamos, a primeira coisa que pensamos foi: vamos entrar na piscina gelada e não olhar para trás. É uma atitude que em inglês se diz burn the bridges. Queimar as pontes para não ter como voltar. Eu tinha uma reserva financeira de um apartamento que vendi, meu sócio tinha a dele, juntamos o dinheiro e investimos no negócio. Foi o suficiente para nos sustentar até conseguirmos fazer a primeira rodada de investimento”.

Solucionando o essencial

“Quando você está resolvendo um problema real e concreto, as pessoas estão mais dispostas a compartilhar informações. Uma coisa que a gente descobriu é que as pessoas realmente precisam de acesso à informação clara, precisa e personalizada. A minha analogia do GuiaBolso é com o painel de um carro. Imagina você dirigir um carro sem painel, sem saber a velocidade ou como está o tanque de combustível. É o mesmo com finanças. Se você não sabe se ainda tem dinheiro ou se está gastando mais que deveria, vai ter problemas. A gente ajuda as pessoas a melhorar sua gestão financeira, entender o próprio bolso, sair dos juros altos e agora vamos também ajudar a investir melhor. É um mundo difícil e pouco claro, então há muito o que fazer”.

Um é pouco, dois é bom

“Um conselho para empreender é construir um negócio junto com alguém. Quem é sua cara metade para fazer isso? Você tem que achar essa pessoa porque a equipe é muito importante. Acho que o mais valioso não é ‘vou empreender’, mas sim ‘vou empreender com’”.

Investidores podem ser parceiros

“A nossa visão foi que, para fazer a empresa do tamanho que a gente queria, tínhamos que receber investimento. Então a gente foi estruturando para que ela fosse capaz de receber capital e trouxemos investidores que são ex-empreendedores, ex-operadores… Montamos um conselho com pessoas que fizeram o mesmo que a gente estava fazendo e por isso falavam nossa língua, trazem pontos e considerações diferentes. Buscamos conselheiros que são mentores, não chicoteadores. Assim encontramos pessoas que nos ajudam a alcançar coisas maiores”.

O desafio não acaba, se transforma

“Cada estágio que a empresa entra exige um papel diferente dos fundadores. É um constante aprendizado. No começo é meio bandeirante, explorador. Você não tem um caminho claro, só vê mato e árvores ao redor, mas tem que seguir. Depois você chega em um estágio em que já criou a trilha, chegou lá e tem que garantir que mais gente consiga percorrer o mesmo caminho. Já sei que daqui eu consigo ir até o rio, até um lugar seguro, agora tenho que levar outras pessoas. É um perfil bem diferente quando acaba a fase de desbravar para percorrer a trilha. Tem mais desafios de gestão, de formação de times, de líderes, de garantir que você faz mais do mesmo e melhor. É uma melhoria contínua e desafios muito diferentes”.

– INSPIRE-SE NO ESTILO DO THIAGO

QUER SER AVISADO SOBRE NOSSOS PRÓXIMOS POSTS?